NOSSO BLOG
24/09/2019 às 18h57
Como diagnosticar problemas de qualidade de energia elétrica?

O termo “mitigar” significa tornar mais brando, mais suave, menos intenso, aliviar ou suavizar. Em nosso contexto significa minimizar os efeitos dos problemas de qualidade da energia elétrica nas instalações e equipamentos.

Adaptando para situações gerais de eletricidade, podemos identificar que a avaliação da instalação elétrica e identificação dos problemas, requerem uma visão mais apurada da situação, sendo necessária a utilização de todas as ferramentas para obter o máximo de informações. É neste momento que dispor da ferramenta adequada fará com que você: tenha o diagnóstico correto ou uma avaliação imprecisa, baseada no “achismo”.

Qualidade de energia elétrica: escolha do equipamento correto

No caso de instrumentos de medição, a escolha do equipamento correto é o ponto mais importante em uma avaliação da instalação elétrica e na identificação dos problemas. Por exemplo, se você possui um multímetro RMS e está tentando descobrir porque o dispositivo de proteção a sobrecorrente (disjuntor) está atuando e se seu circuito possuir a circulação de correntes harmônicas, provavelmente você estará medindo o valor errado e então levará um tempo maior para descobrir o problema, e muitas vezes tomará a decisão no “achismo”.

Por outro lado, com um equipamento RMS-verdadeiro, ou TRUE-RMS, sua avaliação estará mais próxima da realidade, verificando que os valores reais de corrente são maiores e estão ultrapassando o ponto de atuação do dispositivo de proteção. Mas, se o problema for a parada de uma determinada máquina, em um circuito com várias máquinas da mesma marca, e a parada desta determinada máquina for causada por um afundamento de curta duração – SAG, é provável que com um voltímetro RMS-verdadeiro, você não consiga detectar este afundamento e não consiga concluir o estudo para tomar medidas de proteção. Neste caso, será necessário um analisador de energia com registradores para que possa avaliar, durante um determinado tempo, a performance da rede elétrica, e então identificar o afundamento.

Funcionalidades para identificar problemas de qualidade de energia elétrica

Mas a escolha do equipamento correto dependerá da sua necessidade. Cuidado, pois temos a tendência de querer o equipamento mais completo, porém na maioria das vezes, não haverá demanda para este equipamento e este ficará subutilizado. Não vale a pena investir em um analisador de energia de última geração para medir a qualidade da energia da sua casa, por outro lado se sua missão é cuidar dos problemas de qualidade da energia da sua empresa, este será um excelente investimento.

Antes de comprar ou alugar um equipamento procure informações sobre os vários modelos no mercado, compare as funções dos equipamentos com suas necessidades atuais e futuras – faça sempre a pergunta: eu vou precisar desta função sempre ou só uma vez ou outra? O custo maior deste equipamento é vantajoso ou não? Converse com outros colegas sobre os equipamentos, converse com os especialistas dos fabricantes para obter mais detalhes sobre os equipamentos que eles oferecem e por fim, tome a decisão de adquirir o melhor equipamento que atenda a todas as suas necessidades, deixando de lado aquelas necessidades que não serão usadas.

Por fim, mais do que boas ferramentas é imperativo entender as técnicas de análise de qualidade de energia, interpretação dos dados e resolução dos principais problemas relacionados a temática. Uma mão de obra qualificada garante melhores resultados, maior produtividade e menor custo. Capacite-se!

Deixe seu comentário

Siga nossa página no Facebook e Linkedin

Leia também:

Consultor de qualidade de energia: Interno ou Externo?


COMENTÁRIOS

Seja o primeiro a comentar essa postagem.

FAÇA SEU COMENTÁRIO

É necessário preencher o campo Nome
É necessário preencher o campo Email
É necessário preencher o campo Comentário